This page was made with ClickFunnels - Create Marketing Funnels in Minutes! Click here to get a free 14 day trial account. Your page? Want to remove this banner?
Vivendo de Inventar - Notícias
Sobre a VDI
Vivendo de Inventar é uma comunidade feita para escritores profissionais que querem desenvolver suas carreiras e está recheada de informações gratuitas e/ou exclusivas que farão toda diferença para quem leva contar histórias a sério. 
Inscreva-se na nossa newsletter aqui:
Todas as suas informações estão protegidas 
Hardcover Felipe Mendes lança seu livro Linha 4 Amarela, neste sábado, 25, na Avenida Paulista!
Escrito por Ana Claudia Mendes, em  24 Agosto de 2018.
Uma das linhas de metrô mais movimentadas de São Paulo é invadida por um grupo terrorista denominado Sete. Eles fazem 7 exigências ao governo que deverão ser cumpridas em 7 horas. Uma bomba vai explodir a cada hora caso as imposições não sejam atendidas. A vida de milhares de pessoas está em risco. Quer saber como termina essa história? Leia o livro Linha 4 Amarela, do autor Felipe Mendes.
Escritor, músico e artista, Felipe Mendes conta como teve a ideia de desenvolver o livro: “Um dia andando pela Linha 4 Amarela de metrô achei o lugar macabro, quando fiquei sabendo que os trens da linha operam sem condutor fiquei ainda mais impactado, então tive a ideia de contar uma história partindo desse cenário, mas demorei cinco anos para colocar a ideia no papel”, revela.
Por meio de técnicas de escrita e atendimento personalizado que recebeu da Hardcover, Agência de Desenvolvimento Narrativo, Felipe deslanchou com o livro, se empenhou e conseguiu escrevê-lo em 41 dias. Para ele, as táticas ensinadas foram fundamentais para a organização e desenvolvimento da obra que, por fim foi transformada em trilogia.
“Devo tudo o que aprendi a Hardcover. Graças aos métodos e teorias passadas pela Margareth Brusarosco e pelo André Vianco pude colocar em prática minha escrita e finalizar o livro, além disso, toda a estrutura da Vivendo de Inventar me ajudaram a chegar até aqui. As aulas e os vídeos são sempre muito esclarecedores”, comenta.
O livro Linha 4 Amarela foi criado seguindo os conceitos de série. Além de dinamismo e fatos reveladores que prendem a atenção do o leitor, a obra mantém uma unidade argumentativa nas relações que traça ao decorrer dos capítulos.
 Uma obra cem por cento brasileira que merece a atenção não só dos passageiros dessa grande selva de pedra que é São Paulo, mas também de todos os fãs de séries policiais, galera geek e leitores vorazes do Brasil afora.
Participe do lançamento!
Livro Linha 4 Amarela, do autor Felipe Mendes .
 Quando: Sábado dia 25/08/2018
 Horário: Das 15h30 às 19h30 .
 Local: Livraria Cultura da Avenida Paulista .


Juliana Marinho lança seu segundo livro O Vestido de Época.
Escrito por Ana Claudia Mendes, em  01 Agosto de 2018.
Nesta quinta-feira, (02) a autora apresenta seu trabalho na Livraria Cultura do shopping Iguatemi, às 19 horas
Nós da Vivendo de Inventar - Hardcover estamos muito orgulhosos em fazer parte da trajetória de sucesso da autora Juliana Marinho. Seu novo livro, O Vestido de Época descreve uma história de segredos e prazeres de uma família que vive em um pequeno castelo transformado em hotel, no interior da Inglaterra.
O romance é baseado em duas épocas distintas, tratadas com riqueza de detalhes produzidos através de pesquisas, que deixarão os leitores com a impressão real dos acontecimentos e lugares citados. Além disso, o desenvolvimento dos personagens, do roteiro e, cada cena e cada capítulo, contou com o apoio e consultoria personalizada que só a Hardcover pode dar.
“Tive o apoio fundamental da Vivendo de Inventar para aprimorar cada cena do capítulo com extrema atenção e propósito. Depois de percorrer com afinco todo o caminho, iniciado com os cursos oferecidos e recebendo orientação nas consultorias com o André Vianco e com a Margareth Brusarosco, foi que o projeto tornou-se um sonho concreto”, completa Juliana Marinho.
A autora é formada em Relações Públicas e cursou Civilização Francesa na Université de la Sorbonne, em Paris. O Vestido de Época é seu segundo livro publicado e dá sequência ao título Quatro Estações.
Para Juliana, a inspiração para escrever vem de suas viagens a lugares românticos, seu envolvimento com a história do local e apreciação dos diferentes costumes. Sobre seu mais recente trabalho, a autora é precisa: "O amor e o ódio trabalham lado a lado preenchendo esse romance de surpresas e prazeres".
Venha conferir o resultado final do livro O Vestido de Época e prestigiar a querida Juliana Marinho no lançamento que ocorrerá no dia 2 de agosto, às 19 horas, na Livraria Cultura do shopping Iguatemi. Convidamos então todos que fazem parte dessa nossa imensa comunidade de escritores para comparecer. Fortalecer um de nossos grandes talentos é fortalecer a todos.

Lançamento do livro O Vestido de Época
Data: dia 02 de agosto
Loca: Livraria Cultura do shopping Iguatemi
Horário: 19 horas
Liz Negrão: das fanfictions à indicação do prêmio Strix .
Escrito por Daiane Bugatti, em  08 de Maio de 2018.
Muitas vezes, quem gosta muito de ler, gosta também de escrever. Não é exatamente uma regra, mas faz muito sentido! E esse gosto tomou conta de Liz Negrão que desde que começou a escrever, aos 18 anos, nunca mais parou. Ela acha que começou tarde, mas nós discordamos! Com 31 anos completados recentemente, ela já escreveu mais do que muita gente que começou bem mais cedo. 
Tudo teve início lá atrás com fanfictions (histórias de ficção criadas por fãs de obras conhecidas) de Harry Potter postadas na internet e desde lá o retorno já foi bem satisfatório. Leitores começaram a interagir com a autora, a visibilidade aumentou e ela acabou pegando gosto pela coisa. Principalmente porque acabou conhecendo muitos outros escritores nas viagens e encontros das fanfics.
Mesmo se dedicando aos personagens já criados por outros escritores, as histórias não paravam de pipocar em sua cabeça cabeça e ela começou a se questionar do porquê não escrevia seus próprios personagens e universos... Além disso, as pessoas também a incentivavam bastante a criar suas próprias histórias. Foi em 2013 que ela participou de uma seletiva de contos, após um curso de uma editora e foi selecionada! E aí veio a certeza de que era isso que queria seguir.
Depois disso, ainda em 2013, foram cinco publicações de contos em coletâneas de seletivas. Já em 2014 começou a escrever poemas e teve vergonha de apresentar a leitores por considerar o gênero muito íntimo para ela. Escreveu diversas poesias em prosa e as guardou desde então. Até que um amigo leu suas obras e deu a ideia dela publicar tudo em site. Depois de muito pensar, começou a publicar tudo em sua página do Facebook. Na época, os números não eram como hoje, mas foram suficientes para render uma publicação de um livro com poesias seleciondas através de uma editora. O resultado? Seu primeiro livro solo: “E transformando-se em texto”, publicado em 2016.
Dali para frente, os resultados foram vindo, as pessoas foram entrando em contato e a surpresa de Liz com as proporções foi só aumentando. E, agora, com grande satisfação ela anuncia que no meio desse ano irá lançar seu segundo livro, “Textos Engavetados”, ainda sem data de lançamento, mas previsto para o meio do ano (iremos divulgar aqui, fiquem de olho!).
Também em 2016 ela conheceu a Vivendo de Inventar e, no ano passado, escreveu seu primeiro conto de terror para a Antologia Sombria : “Bárbara dos Prazeres”, no qual utilizou todo o seu aprendizado com a turma da VDI. Mesmo não passando para a seletiva final, ela amou a experiência e sabia que precisava contar aquela história para o mundo. Com ele, conseguiu ser publicada em novembro do ano passado numa coletânea e foi indicada ao prêmio da editora Andross, o Strix. A premiação acontecerá no dia 6 de outubro, às 19h, no evento “Livros em Pauta”, em São Paulo. Nós da VDI com certeza estaremos presentes e iremos divulgar o evento por aqui quando estiver mais perto.
Enquanto isso, vamos acompanhando os posts da Liz no Facebook e aguardando ansiosamente por mais uma obra sua.

Liz Negrão

Nascida em 1987, é uma escritora incurável. Ariana de personalidade forte, criada em Niterói -RJ, onde mora. Na adolescência, começou a escrever na internet por hobby. Formada em Letras pela UERJ, sua primeira publicação foi um conto em 2013. Hoje coleciona publicações em coletâneas e foi indicada ao Prêmio Strix 2018 pelo conto "Bárbara dos Prazeres". Liz tem um livro de poesia chamado "E transformando-se em texto". Sua página na rede social de mesmo nome, onde posta poesia em prosa, já alcançou mais de 13 mil leitores.
Escritor Adriano Rossi apresenta suas obras
Escrito por Daiane Bugatti, em  21 de Maio de 2018.
Quando falamos com escritores, dificilmente desconfiamos de quais outras facetas eles podem apresentar. No caso de Adriano Rossi, de Catalão (GO), além da arte da escrita ele também atua como médico endocrinologista e, para quem finalizou o primeiro romance há cerca de seis anos atrás e já está escrevendo o quarto, ele parece conciliar os dois trabalhos muito bem. 
Adriano também migra facilmente de um gênero para outro, seu primeiro romance, “Entre a Dor e o Nada” – obra publicada através da plataforma Wattpad -, era um drama familiar e já o segundo, “A Filha do Oeste”, terror. Mas ele não parou por aí, foram diversos contos escritos nesse meio tempo e uma “autoficção” chamada “Catorze Domingos” que ganhou esse nome devido ao tempo que ele levou para terminar o livro.
Atualmente escreve “Cavaleiros da Tempestade”, uma obra voltada para a fantasia, mas que mistura a realidade. E possui um canal no Youtube que, como ele mesmo diz, surgiu a partir do fracasso. Lá ele publica book trailers de suas obras, faz críticas literárias e fala sobre as dificuldades de ser escritor.

Adriano Rossi

Para conhecer um pouco mais sobre Adriano, acesse suas páginas e seu canal!
Aldenor Pimentel palestrará em evento acadêmico sobre literatura .
Escrito por Daiane Bugatti, em  23 de abril de 2018.
O escritor roraimense Aldenor Pimentel é um dos convidados do evento Literatura em Roraima: Leituras e Diálogos, a ser realizado na Universidade Federal de Roraima (UFRR), em Boa Vista (RR). De abril a junho deste ano, estão previstas 11 mesas redondas que pretendem reunir escritores, críticos literários, pesquisadores, professores e alunos. A programação é organizada pelo curso de Letras e pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRR. 
Aldenor Pimentel participará da mesa redonda ‘Prosa em Roraima’. Já foram realizados debates sobre o feminino na poesia, temática regional e modos de produção. Também estão previstas mesas sobre relatos e memórias, ensino de literatura, crítica literária, a literatura universal e o local, a temática indígena, os caminhos futuros da literatura em Roraima, e literatura e migração.
Outras informações sobre a programação podem ser encontradas na página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/169499816936704
Natural de Boa Vista (RR), Aldenor Pimentel é jornalista e escritor. Em 2018, teve o projeto do romance ‘Eldorado de Brisa’ selecionado para publicação em edital do Governo de Roraima. Foi o primeiro colocado no 5º Prêmio Literário Sérgio Farina, categoria Prata da Casa, da Prefeitura de São Leopoldo (RS), além de ter recebido outros 30 prêmios em concursos literários nacionais e internacionais. É autor das obras Deus para Presidência (Imaginauta Edições, 2015) e Livrinho da Silva (Catarse, 2017).
Autora Sueli E. Lazari lança “Aconteça o que Acontecer”
Escrito por Daiane Bugatti, em  10 de abril de 2018.
Quem escreve entende perfeitamente como a vida pode tomar rumos que nos afastam da história que estamos criando. Entretanto quando ela realmente martela em nossa cabeça e não nos deixa esquecê-la, não adianta: uma hora ou outra ela vai para o papel. 

Assim vale para “Aconteça o que acontecer”, o primeiro livro lançado por Sueli E. Lazari. A história ficou adormecida por quase 10 anos devido ao casamento, filhos e faculdade, até que fosse retomada e finalizada em nove meses.

A paranaense conversou com o Blog VDI e nos contou um pouco sobre como essa história nasceu, como a Vivendo de Inventar é importante para a sua carreira e o que podemos esperar de novidades!

Muito simpática, Sueli conta que escreve desde que foi alfabetizada e que se sentia muito feliz quando era elogiada pelos professores. De lá para cá, venceu concursos da sua cidade natal, Rolândia/PR, e descobriu que escrever é o que mais ama fazer. Farmacêutica por formação, ela diz que na escrita é que se sente segura e útil, fazendo a diferença no mundo. E que escrever é sua verdadeira paixão e também sua melhor parte.

Quando questionada sobre o que mais gosta de escrever, ela não tem dúvidas: Gosto de escrever, principalmente, sobre sentimentos. Sobre o ser humano e suas emoções. Medos e alegrias. É o que eu mais amo e esse meu primeiro romance mostra bem isso.”, conta. Sua vontade era falar sobre a vida real: “Eu queria escrever a história de uma moça comum, em que eu pudesse me colocar no lugar dela. Porque, na verdade, acredito que ninguém tenha nada de comum. Cada pessoa é superespecial do seu jeito.”, continua.

Uma das vontades de Sueli era estudar psicologia, e na farmácia em que atua ela tenta exercer esse papel de forma descontraída, pois consegue conversar bastante com as pessoas no balcão e entender um pouco mais sobre o que elas passam. Por isso, se inspirou nessas conversas para criar a história do livro. A ideia era escrever sobre alguém que tivesse depressão e baixa-estima, assim Sofia, sua personagem principal, sofre desses dois problemas.  

A autora levou então às páginas do livro a vivência da personagem e a forma dela lidar com as questões do dia a dia sob a perspectiva da depressão. Falando sobre fé e perseverança na luta de Sofia contra esses problemas. A questão é se ela irá superá-los ou se entregar de vez já que passa por diversas situações difíceis - desde traição até o desaparecimento de alguém que ela ama.

Sobre como a VDI agrega em sua carreira como escritora, Sueli é enfática: “Antes da VDI eu até tinha uma estratégia e planejamento, mas tudo muito mais simples do que venho estudando aqui. Somos tratados pela equipe e pelo André como escritores, mesmo sem saber se já somos escritores de fato. Quando nos tornamos escritores? Não sei. Tem também a perspectiva de chegar até as grandes editoras e da escrita fazer parte do meu orçamento. Não sei dizer a qualidade do meu trabalho, mas tenho certeza de que já escrevo muito melhor do que antes.”

Atualmente está escrevendo três histórias, entre elas um novo livro, que se passa em meados dos anos 1970’s, sobre uma mãe e uma filha que possuem muitos conflitos e um grande segredo. Depois de um lapso de tempo, a história passa para o momento atual e lida com problemáticas humanas e questionamentos das personagens principais, principalmente da filha. 

A ideia surgiu a partir da vontade de falar novamente sobre sentimentos e também teve inspiração dos filhos adolescentes: “Sou mãe de dois adolescentes, a Júlia (13) e o Orlando (17), e eu fico observando como eles lidam com as situações. A partir disso me deu vontade de escrever algo para a galera dessa idade."

Como eles se sentiriam no lugar da Sofia, tendo que lidar com acontecimentos tão importantes em plena adolescência?”, questiona. Só nos resta aguardar o lançamento para descobrir. 

Sueli E. Lazari

Para saber mais sobre a autora, acesse:



Ana Gabriela Rebelo irá lançar o livro digital “Peixes que nadam de cabeça para baixo”
Escrito por Daiane Bugatti, em  26 de março de 2018.
No próximo dia 29, quinta-feira, a escritora e membro da Wolfpack, Ana Gabriela Rebelo irá lançar o livro digital “Peixes que nadam de cabeça para baixo” através da Amazon.com. Nascida em 1985, na cidade do Rio de Janeiro, começou a escrever em pequenas companhias de teatro em 2003 e tornou-se colaboradora da Revista Obvious em 2016. Uma mulher de diversas facetas, Ana Gabriela é psicóloga, doutoranda da Universidade Federal Fluminense, artista plástica e também autora do blog "Gatos, caramelos e remédios para dormir". Conversamos um pouco com a autora para saber o que esperar de sua obra e de como ela ganhou vida.

VIVENDO DE INVENTAR - Como surgiu a vontade de escrever?

ANA GABRIELA REBELO - Na verdade, comecei o caminho profissional através do ponto que considero o mais “fácil” nos dias de hoje que é publicar em um blog. Lá quem lia eram pessoas mais próximas a mim. Então comecei a buscar outras formas de publicar meus textos e logo tive retornos. Portas começaram a se abrir e eu também passei a trocar mais com outros autores e a participar mais do meio. A experiência que eu tive desde cedo no teatro também contribuiu, pois eu era de uma companhia que produzia os próprios textos. Então comecei a escrever muito cedo cenas e roteiros, que é uma coisa que eu gosto e que continuo produzindo até hoje.

VDI - Qual o estilo que mais gosta de escrever?

AGR - Eu não escrevo somente um gênero, tento me organizar para sempre trabalhar num romance, que é um processo mais longo, e para ter tempos de respiro para escrever coisas mais curtas. Escrevo muitos contos porque gosto muito e crônicas, que é algo que eu preciso, tenho necessidade de escrever. Por isso, tenho bastante crônica. Resumindo, tenho um carinho especial pela literatura fantástica, mas de maneira geral escrevo contos, crônicas, romances e livros infantis, mas sem me prender a gêneros.

VDI - E como decidiu publicar essa obra digital?

AGR - Primeiro, acho importante que um autor: ganhe espaço, tenha leitores que vejam o seu trabalho e que esteja nas mais diversas plataformas de publicação que hoje fazem parte do mercado de trabalho do escritor. Por isso, tudo precisa ser bem pensado. Sou bem chata e exigente comigo mesma então tenho uma estratégia e um planejamento para a minha carreira desde que decidi ser escritora, quero saber quem é o meu público e quem me lê. Essa obra faz parte desse processo. Eu fiz um curadoria e escolhi 6 contos de literatura fantástica que, de alguma maneira, passam pelo silêncio. Ele (o silêncio) é a porta de entrada para o universo fantástico. E essa seleção foi feita com muito cuidado e calma. Têm contos ali de 2013 e o mais recente é de 2017. Teve uma revisão, alterações que julguei necessárias e um cuidado muito grande com todo o processo, inclusive com a capa e material de divulgação. Por isso, pensei muito na qualidade dos textos e considero a obra como um todo um material bastante maduro para ser publicado agora. Outro fator importante é que é um material que traz de uma forma mais marcante algo bastante peculiar na minha literatura.

VDI - E como você acha que a VDI ajudou para que você chegasse nesse ponto da sua carreira?

AGR - Primeiro, acho que o mais importante é ter alguém que te leia. Isso é extremamente formador e eu pude entender isso na minha formação acadêmica. O feedback dos meus orientadores sempre foi muito importante e na literatura eu vi que isso também era. Uma coisa é os seus amigos e parentes lendo o seu material (que já é importante), mas uma visão crítica da equipe da VDI me faz sentir cuidada, porque elas têm uma formação e eu vejo como uma parceria, parece que caminhamos juntos e não me sinto sozinha nessa jornada. Principalmente para quem ainda é novo no mercado, essa parceria é fundamental. Outra coisa é que é preciso estar sempre estudando e existe uma resistência com a técnica da parte de quem escreve desde sempre. Dá para escrever sem, mas quem tem a técnica escreve com uma liberdade maior, ela não é aprisionadora. Então nesse sentido a VDI também é parceira, pois lá consigo ampliar meus conhecimentos técnicos e experimentar coisas novas, me testar e aprender.

VDI - Podemos esperar próximos trabalhos em breve?

AGR - Nesse momento estou trabalhando num romance novo e tenho alguns livros que estão em processo de lançamento, mas que ainda vão demorar um pouco. É trabalho e um processo que demanda tempo e exige calma e paciência.



Se vocês quiserem conhecer um pouco mais do trabalho da autora é só acessar os links abaixo. Seu acervo conta com romances, peças de teatro, contos, crônicas e livros infantis. Seus textos também podem ser encontrados em publicações das revistas: Subversa, Editora Garupa e Benfazeja.

Ana Gabriela Rebelo

E-mail: anagabrielarebelo@gmail.com
T.C. Oaks tem seus dois livros no ranking de mais vendidos da Amazon!
Escrito por Juan Ricarte, em março de 2018.
T.C.Oaks é paulistano, mais precisamente da Móoca, onde vive com sua esposa. Publicitário formado pela ESPM, é romancista e professor de Inglês. É dotado de uma prosa objetiva e bem humorada, transitando pelos gêneros fantasia, horror, mistério e ficção científica, tem aperfeiçoado o manuseio da narrativa longa de fantasia realista, orientando seu trabalho para projetos de grande extensão, com universos narrativos amplos, ricos em personagens, sempre privilegiando a ação narrativa, em busca de uma leitura leve e articulada. Elaborador de enredos complexos, constrói personagens fascinantes e diálogos excelentes num ritmo compassado.

Desde o começo de março, suas obras estão em primeiro lugar de livros mais vendidos nos segmentos de suspense sobrenatural e ficção científica. Romances esses que passaram pelo processo de mentoria com o André Vianco no primeiro semestre de 2017.

T.C Oaks apresentou o enredo e personagens de "As Cronicas de Aip Ion: Maudsley", e depois de seguir os passos do curso "90 dias um livro" disponível aos assinantes Hardcover, criou uma obra com trama bastante intrigante que, somada aos personagens construídos em múltiplas camadas geram uma atração irresistível a qualquer leitor do gênero.

Clique aqui para conferir as 3 obras do Autor: "As Crônicas de Aip Ion", "O Filho da Queda: O Herege", um horror urbano brutal com toques de fantasia e "ZéMurai", sua HQ retratando as aventuras do Samurai do cangaço. 

Garantas seus exemplares e leiam!
Aldenor Pimentel - Assinante Hardcover, Vivendo de Inventar - terá romance publicado por edital de literatura
Escrito por Margareth Brusarosco, em março de 2018.
O romance ‘Eldorado de Brisa’, do escritor Aldenor Pimentel, foi selecionado para publicação pelo edital de incentivo e fomento à literatura do Governo de Roraima. Outros quatro autores também tiveram selecionados projetos de romance ou livro de poemas.
‘Eldorado de Brisa’ conta a história de uma jovem que, às vésperas de completar 18 anos, no fim da década de 1990, recebe uma carta do pai, que a abandonou ainda bebê. Na carta, Manuel diz que está à beira da morte e quer entregar seu ouro de presente à filha. Na sua jornada de Boa Vista (RR) até a Bolívia, ela vai se deparar com situações que a farão questionar o que realmente tem valor na vida.
O livro é um romance do gênero drama, com passagens de regionalismo, aventura, romance e comédia. Voltado ao público adulto e jovem, a história aborda temas como o desapego às coisas materiais, coronelismo, compra e venda de votos, violência e escravidão contra povos indígenas, disputa por terra, trabalho análogo à escravidão e abuso sexual contra a mulher.

Aldenor Pimentel

Natural de Boa Vista (RR), jornalista e escritor. Recebeu mais de 30 prêmios em concursos literários nacionais e internacionais. Desde o ano passado, está em turnê de lançamento pelo Brasil com sua mais recente obra: Livrinho da Silva (2017). Também é autor de Deus para Presidência (2015), selecionado em chamada pública e lançado originalmente em Portugal. Mantém o blog O Estado da Arte de Aldenor Pimentel, escreve para a coluna Letras Políticas, do Portal da Escrita, e é colaborador da Revista Pacheco, revista literária on-line. Desde 2016, organiza o Concurso Literário Internacional Palavradeiros.
Lançamento Oficial Herdeiros das Estrelas – O filho do Sol de Daniel Renattini.
Escrito por Margareth Brusarosco, em Novembro de 2017.
Membro da Vivendo de Inventar, Daniel Renattini ingressou no mundo da escrita na pré-adolescência, quando conheceu “Eragon”, primeiro volume da série “A Herança”.

Fã de super-heróis e de filmes épicos, como “O Senhor dos Anéis”, decidiu criar seus próprios personagens. Como em muitos casos, as primeiras tentativas não deram certo, até que em meados de 2013 começou a conhecer outros escritores e aprender com eles. A principal lição? Não esperar que a musa inspiradora bata na sua porta.

O resultado disso foi o primeiro volume da série de fantasia urbana “Herdeiros das Estrelas – O Filho do Sol”, ambientado na cidade de São Paulo. 
 
Além dessa série e de alguns contos, está produzindo mais um romance com Mentoria do escritor Best Seller André Vianco que também dirige a Vivendo de Inventar com cursos para escritores que pretendem escrever profissionalmente e também estuda roteiro na escola Roteiraria.

Herdeiros das Estrelas – O Filho do Sol será lançado oficialmente no dia 2 de dezembro, na Livraria Martins Fontes (Avenida Paulista, 509 – Piso do Café), das 15h30 às 18h30.

“Aos escritores que estão iniciando os primeiros textos não desistam. A luta é grande, mas a realização desse sonho compensa a jornada. Leiam, estudem e procurem por aqueles que podem lhe ajudar a atingir esse objetivo. Espero vocês no dia 2/12 para compartilharmos essa alegria. Daniel Renattini”.
Sucesso Renattini!

Equipe Vivendo de Inventar.

Saiba tudo que aconteceu no evento de lançamento:
Escrito por Juan Ricarte, em Novembro de 2017.
Fotografia de Rômulo Baron.
No dia 28/10 aconteceu o lançamento dos livros "Vampiro - Um Livro Colaborativo" “Antologia Sombria” da Vivendo de Inventar , escrito por 42 autores incríveis que tiveram seus contos selecionados pelo best-seller André Vianco dentre mais de 800 concorrentes para terem suas histórias publicadas, sem precisar pagar nada

Com a organização da Vivendo de Inventar, em parceria da Editora Empíreo, o lançamento, que reuniu aproximadamente 300 convidados de todo o país no Frederico Hostel, em São Paulo. Barracas de comida, bebidas, oficinas de desenho e maquiagem de terror, concurso de fantasias e até sorteio de tatuagem entraram nessa festa, mas o melhor de tudo foi poder conhecer pessoalmente cada um dos autores e membros dessa nossa comunidade de escritores.

A Antologia Sombria traz uma coleção de trabalhos onde o sombrio ganha destaque. São textos que evisceram e homenageiam os leitores amantes do gênero.  O resultado de tudo isso é um livro rico em boas histórias, contadas por meio da loucura ou por fantasmas no espelho, pela fé levada às ultimas consequências ou pela maneira como cada um lida com o medo.

Veja um pouco do que aconteceu nesse dia maravilhoso:

Se você quiser a chance de ter sua história publicada, como esses autores, inscreva-se na nossa newsletter colocando os seus dados no botão saltitante aqui ao lado esquerdo, e torne-se um membro ativo dessa nossa comunidade de escritores. 

Estamos aqui, cada dia mais empenhados para que mais pessoas tenham a oportunidade de ver a sua obra impressa. É isso que queremos e é por isso que lutamos. 

Contem conosco sempre!
Seletiva Exclusiva dos Membros VDI: Veja quais são as sinopses selecionadas para a Editora Leya!
Escrito por Margareth Brusarosco, em setembro de 2017.
A seletiva da Sinopse de Romance Romântico para a Editora Leya nos presenteou com quase 200 histórias de amor. Escolher entre elas foi um trabalho árduo e cheio de etapas, mas enfim aqueles que se encaixaram no briefing indicado pela editora, ganharam destaque.

Anunciamos agora os semi-finalistas que foram escolhidos para serem apresentados pela VDI. As sinopses e o book proposal de cada autor foi enviado a Editora Leya que escolherá a obra a ser publicada.

Agradecemos a todos que participaram e cabe aqui lembrar que muitos não foram selecionados, apenas porque a proposta não coincidia com as solicitações da Editora, mas são histórias que valem a pena ser escritas usando as técnicas de narrotologia ensinadas por nós aqui na Vivendo de Inventar, lembrando que cada vez mais editoras sérias nos procuram para indicarmos histórias de nossos alunos que conhecem nossas ferramentas de narrativa.

Em seletivas anteriores foi possível atualizarmos os participantes a cada etapa, mas nessa, além de nossa equipe, existia também as necessidades comerciais e artísticas da parceira que elevou bastante a barra de qualidade da VDI.

Conversem com os selecionados, o suporte dado a eles na preparação do material para envio a Editora Leya, foi o mesmo dado aos assinantes Hardcover's e Agenciados, sei que muitos ainda estão tentando entender o que essa assinatura significa, acredito que nossos selecionados podem testemunhar com mais exatidão o que significa ter suporte e poder contar com a Equipe da Vivendo de Inventar frente a uma oportunidade grandiosa e única como esta.  
Graças ao talento desses escritores e a Técnicas de Narratologia ensinadas pela Agência Vivendo de Inventar temos o prazer de anunciar os finalistas. Entre 8 autores, caso a Editora Leya se encante com a sinopse, um (ou mais!) deles será publicado... E o melhor de tudo é que o autor publicado não vai ter que pagar nada por isso.

Parabéns aos selecionados!
• Alex Ramos - "Cores mais quentes"
• Alex Ramos - "Uma loira com açucar"
• Daniella Rosa Calore - "Amorfobia "
• Enoizi Soviersovki - "Horizonte de Cristal"
• Jaques Valadares - "O direito de ser feliz "
• Juliana Marinho - "O vestido de época"
• Patrícia de Luna - "Rio de Vênus "
• Rafael Ramires - "Antes que o dia termine"
• Vanessa Satsuma - "Canção de Elisa "
Editora Empíreo - Editora Illuminare –
Editora Futurama - Engenho das Palavras
Irão publicar contos de Camila Muniz
Escrito por Margareth Brusarosco, em Junho de 2017.
Camila Muniz é uma de nossas Agenciadas na Vivendo de Inventar. Ela conta que descobriu a agência por acaso, através de um link patrocinado no Facebook, de um webinário a ser realizado pelo escritor André Vianco, que teria dicas sobre como "fugir do bloqueio criativo do escritor".

“Era tudo que eu precisava na época, pois estava finalizando um de meus livros, que ficou parado por anos, e tentava terminá-lo em meio a rotina agitada. Assisti ao webinário e me apaixonei pelas explicações do André. Daquele dia em diante decidi que ia abandonar o amadorismo e lutar pelo meu sonho: Ser uma escritora profissional.”

Camila seguiu à risca os conselhos recebidos ao longo de quase um ano de consultoria literária feita pela Wolfpack: recebeu feedbacks positivos dos dois primeiros contos que criou nos exercícios propostos. E então decidiu que se arriscaria no concurso literário promovido pela Vivendo de Inventar e pela Empíreo, a tão esperada Antologia Sombria. Porém um problema de saúde a impediu de concluir o seu conto a tempo de se inscrever na seletiva e acabou perdendo sua primeira oportunidade. Ela se lembra das palavras de apoio que recebeu dos demais membros da agência durante seu período de internação, em especial as palavras do também escritor Rômulo Baron e principalmente da Mag (Margareth Brusarosco), a fiel escudeira do Vianco e grande parceira de todos os alunos. A mensagem era forte e precisava ser absorvida: recupere-se e não desista!
“E eu não desisti!”

Participou do concurso seguinte, também da Editora Empíreo em parceria com a Wolfpack, em comemoração aos 120 anos de lançamento da obra-prima Drácula e este foi o primeiro desafio que as dicas literárias da Wolfpack lhe proporcionaram: falar de vampiros, tentar o novo e contar uma história inovadora dentro do seu próprio estilo. Para sua surpresa, foi uma das selecionadas entre os 700 contos inscritos. E hoje é uma das 50 escritoras que fazem parte desta publicação, prevista para agosto de 2017, já em pré-venda pelo site da editora. Isso lhe rendeu a sua primeira entrevista, para uma importante revista do interior do estado de São Paulo, a Revide, ganhando destaque aqui mesmo no Facebook da VDI.
Em um dos bate-papos com Vianco, realizado sempre que há o feedback dos exercícios propostos e revisados pelo mesmo, tomou como dica utilizar seus contos já escritos não em um livro próprio (algo que dificilmente seria aceito de um escritor iniciante), mas sim como forma de participar de outros concursos e antologias. Inscreveu-se em seis seletivas, de estilos e editoras diferentes e hoje faz parte de todas elas, sendo um destes contos o que não conseguiu inscrever na Antologia Sombria.

Além de Vampiro – Um livro colaborativo, da Editora Empíreo, entre os meses de julho e outubro teremos um pouco do estilo próprio da Camila em publicações como “Enfim nós, a sós”, “Entre o bem e o mal” e “Amores de um outono” da Editora Illuminare, “A dor e a escuridão” da Engenho das Palavras e “Inspiração em verso III”, da Editora Futurama. Também aguarda o resultado de mais duas seletivas e o resultado de um concurso de micro-contos de humor, algo que também foi um grande desafio ao seu estilo de escrita.

“Hoje fazer parte da Vivendo de Inventar e da Wolfpack é um dos maiores investimentos que fiz em minha carreira. Não são apenas os excelentes cursos disponibilizados e as dicas constantemente recebidas, tenho também a oportunidade de estar em contato com muitos escritores e sou orientada por uma equipe de profissionais que, além de entenderem do assunto, também são humanos e dão suporte pessoal sempre que possível. Posso frisar que esse é um dos grandes diferenciais dessa equipe”.

Aqui ela cita já ser fã do trabalho do Carlos Augusto Brito e da Andreia Evaristo, seus companheiros de Wolf. Agora Camila se prepara para participar de duas seletivas ainda maiores: A chance de concorrer à publicação de seus dois romances já escritos.

“O desafio é grande, mas se não for dessa vez, irei insistir no que de mais valoroso aprendi: não desistir e partir para a próxima! "

Estamos orgulhosos Camila conquistou 4 editoras e outras duas avaliam seu material.

Sucesso Camila!

Equipe Vivendo de Inventar

Sobre a autora: 

Email: escritoracamilamuniz@gmail.com
Facebook: http://www.facebook.com/camilamunizescritora

João Peçanha e o prazer de concluir uma obra:
Escrito por Margareth Brusarosco, em Junho de 2017
Peçanha é Agenciado da Wolfpack, escreve desde os catorze anos. Começou com poemas. Depois vieram os contos e as letras de música, algumas peças de teatro e alguns prêmios acompanhados de apertos de mão encorajadores. 
“Escrever me agradava, mas havia uma mágoa, uma falta, uma lacuna: eu não conseguia concluir nenhum romance. Por mais legal, criativa ou inovadora que fosse a ideia inicial, eu jamais passava das vinte ou trinta primeiras páginas e não sabia por quê.”

Ainda no final do século passado (palavras dele), Peçanha, participou da oficina de escrita literária. Era online e funcionava em uma das salas de chat do portal do UOL. Foi excelsamente mediado por João Silvério Trevisan, um homem e um escritor que segundo ele aprendeu a admirar.

“Foi importante não só para mim, mas para uma geração inteira de ex-oficineiros seus – alguns tendo vingado como escritores e roteiristas, outros não.”

Até então, Peçanha se colocava entre a última turma.

“Essa oficina foi importante para a minha escrita, assim como as três ou quatro seguintes. Mas nenhuma delas (talvez por jamais ter sido o seu objetivo) tinha me preparado para escrever um romance, e eu não conseguia concluir nenhum, como já disse.

A necessidade veio em 2016, morando em Lisboa. Peçanha, havia ido fazer um doutorado em Literatura e sem romance não haveria tese. Foi quando conheceu André Vianco, já lia seus romances desde 2010, mas o contato como mentor veio mesmo através dos cursos da Vivendo de Inventar.

“Usando as técnicas aprendidas nos cursos, concluí o romance e, por fim, virei um dos agenciados da Vivendo de Inventar, a agência literária fundada por Vianco. Os cursos do André são fabulosos por juntarem duas coisas: Saber escrever com o saber por que se escreve: ele reúne a prática com a teoria. Uma sem a outra podem até funcionar, mas não é certo que ocorra. E perder meses da sua vida em frente a um computador escrevendo um livro que, depois de todo o esforço, não vai ficar legal é no mínimo burrice.”

“Há antes e depois. Antes e depois de eu ter conhecido André Vianco e ter feito seus cursos. Antes, eu tinha um desejo irrefreável (e constantemente frustrado) de escrever um romance. Hoje eu sei escrevê-los e estou vivendo uma situação inusitada: pretendo viver de inventar. Explico por partes:
a) estou concluindo outro romance;
b) esse romance tem data marcada para conclusão, e;
c) há interesse da wolfpack em divulgar meu romance em um pitching (é assim que se escreve, produção?).
Eu jamais imaginaria estar vivendo essa situação, mas a estou vivendo graças ao André Vianco e a Equipe da Vivendo de Inventar – Muito obrigado” .

Para finalizar:

“O escritor não é um ser de luz, ele precisa comer, precisa pagar contas e, claro, precisa conhecer as ferramentas e as estratégias de que vai lançar mão para que seus produtos (seus livros) tenham uma qualidade que os façam ser desejados por aqueles que são, em última instância, o verdadeiro motivo para os escritores existirem: os leitores.”

1,2,3 Que sejam muitos romances João, parabéns e muito sucesso!

Equipe Vivendo de Inventar.

Sobre o Autor:

“Andarilhos” será lançado pela Martins Livreiro Editora.
Escrito por Mag Brusarosco, em Junho de 2017.
Nosso Agenciado, o escritor R. Tavares estará lançando este mês seu novo livro chamado "Andarilhos".
 
"Foi um longo e árduo trabalho transformar o conto em romance. Depois de muitas e muitas revisões, creio que chegamos à versão final desse livro".
Rodrigo Ungaretti Tavares começou a carreira como escritor no ano de 2007, lançando de forma totalmente independente um longo conto chamado "O andarilho", que serviu de inspiração para o romance que está lançando agora.

"Minha experiência com a Vivendo de Inventar foi e continua sendo fantástica. Conhecer as formas narrativas dominantes no mundo só serviu para ampliar o meu leque de oportunidades e minhas ferramentas de trabalho. O André Vianco é um escritor já consagrado, mas muito generoso, pois divide conosco um banco de informações importantíssimas. O curso transformou minha visão das obrigações do escritor e acabou com minha ingenuidade enquanto artista. Hoje sei que conheço as técnicas e melhorar minha escrita e meus resultados são trechos de uma caminhada que já estou trilhando. Não tenho mais vergonha de me identificar como escritor."

Tavares tem um texto poético, mas ao mesmo tempo, acessível ao leitor. O cenário em que se passa a história é o Rio Grande do Sul do início do século passado e tem passagens em cenários grandiosos e reais. A obra trata de um romance entre dois jovens que é afetado por uma grande tragédia e as consequências desse fato na vida dos envolvidos. É um livro sobre traumas, amizade, perdão e, quem sabe, redenção.

Datas e locais do lançamento:
Dia 24/06 às 18h na Café & Prosa Livraria, Bagé/RS.
Dia 04/07 às 19h30 – Lançamento com coquetel e sessão autógrafo na Casamundi Cultura.

Sucesso Rodrigo Tavares!
Equipe Vivendo de Inventar .

Sobre o Autor:

Rodrigo Tavares, natural de Bagé - RS é um advogado trabalhista e escritor apaixonado por literatura regional e de gênero.
Páginas do autor:
Fanpage: https://www.facebook.com/r.tavaresautor/
Site: http://escritortavares.com.br/ 
Mail: contato@escritortavares.com.br 
Instagram : @tavaresbage 
Rômulo Baron ganha matéria exclusiva no jornal "O São Gonçalo". 
Escrito por Mag Brusarosco, em Maio de 2017.
O escritor, Rômulo Baron foi destaque no jornal “O São Gonçalo” (Clique aqui e veja a matéria), convidado a dar entrevista, nosso agenciado comentou um pouco como nasceu à vontade de escrever.
  
“Tenho 26 anos e passo a vida tentando entender esse amor por contar histórias, criei então minha teoria de três capítulos” Com muita imaginação e humor o escritor nos explicou o que seria essa teoria.

“O primeiro capítulo começa junto com a primeira fagulha de imaginação, vou ficar devendo quando aconteceu, mas o palito de madeira se tornou personagem, a borracha e o carro interagiam com coisas que estavam ali, ou não.

Quando as mãos ficaram mais firmes, comecei a rabiscar, mas não qualquer desenho, criava histórias em quadrinhos e esse, chamo de segundo capítulo.”
Mais a frente surgiu o envolvimento em jogos de RPG ao lado de Marcelo, J.M. e Rogério. Foram as criaturas fantásticas que o levaram até as histórias de vampiros e consequentemente ao escritor André Vianco, que consolidou essa vontade de contar histórias, nos explicou ele, definindo assim o terceiro capítulo de sua teoria.

“André Vianco se tornou meu autor favorito e posteriormente mentor de escrita quando ingressei na Agência Vivendo de Inventar – Wolfpack, a qual considero uma das maiores realizações. Ter uma conversa direta com o André ainda é para mim um misto de muitas emoções."

A primeira obra de Rômulo, o romance contemporâneo "Dupla Face", pode ser encontrada na Amazon e para os próximos meses ao lado de outros escritores terá seu conto publicado para compor o Livro Vampiro – Uma homenagem aos 120 anos de Drácula de Bram Stoker, que sairá pela Editora Empíreo.

Esse é mais um de nossos agenciados ganhando espaço no mercado editorial.

Parabéns, Rômulo, que o sucesso esteja apenas começando! 

Sobre o Autor:

Rômulo Baron, 26 anos, reside atualmente na cidade de São Gonçalo, Rio de Janeiro.
Páginas do autor:
Facebook: https://www.facebook.com/romulo.baron1
Twitter: @RomuloBaron
E-mail: rogoribaron@gmail.com
Camila Aguirre - Autora participa de evento "Terror em Todo Lugar – Mulheres no Terror":
Escrito por Mag Brusarosco, em Maio de 2017.
Camila Aguirre, nasceu no interior de São Paulo e atualmente mora em Oz (Osasco), onde vive dividida entre suas duas maiores vocações: a veterinária e a literatura.

 
A paixão pelos animais surgiu desde pequena, mas o gosto pela escrita se desenvolveu na adolescência, aquela fase em que somente o papel parece ser capaz de absorver tudo o que temos a dizer. Conheceu o escritor André Vianco através de seus livros, se apaixonando por sua escrita.

Quando teve a oportunidade, fez os cursos de escrita ministrados por ele na Vivendo de Inventar e tornou-se nossa agenciada. Desde então, mantém algum contato com o escritor que considera seu mestre no mundo da escrita.

Por ser fã de carteirinha também mantém contato com o Fã Clube do Vianco e, através deles, foi convidada para participar do Terceiro Terror em Todo Lugar – Mulheres no Terror, evento que reuniu na Biblioteca Vila Lobos, grandes nomes do gênero, como Giulia Moon.

Teve seu primeiro livro, Os Cinco Demônios, publicado em 2015 e já tem novos projetos em andamento. Atormentada por ideias, nossa agenciada se diverte torturando o leitor com histórias cheias de reviravoltas.

Parabéns Camila, sua participação no Terror em Todo Lugar - Mulheres no Terror, foi demais. Sucesso!

Sobre a Autora:

Camila S. Aguirre,  é natural de Taquaritinga, interior de São Paulo. Reside atualmente em Osasco - São Paulo.

Páginas da autora:
Facebook: https://www.facebook.com/camila.servello
Amazon: https://www.amazon.com.br/Cinco-Dem%C3%B4nios-Camila-Servello-Arguirre/dp/8542805917

FB Comments Will Be Here (placeholder)
Recursos
Notícias Novas
Compartilhe em Mídias Sociais
Powered By ClickFunnels.com